Centro de Serviços para Caminhões

Cuidados com o caminhão podem fazer a diferença entre ser multado ou não ao ser parado por policiais rodoviários ou até mesmo por fiscais que atuam nos grandes centros urbanos. Lâmpadas queimadas, farol desregulado e até fumaça demais estão na lista

27/09/2009 14:44

Ainda não é uma prática rigorosa, mas a fiscalização do estado de conservação e manutenção dos caminhões e veículos em geral nas rodovias e áreas urbanas está cada vez mais apertada. Isso significa que a manutenção ganhou maior importância, mesmo para aqueles poucos motoristas que não dispensam os cuidados necessários ao bruto, pois terão de ficar mais atentos para evitar certas penalizações previstas no Código de Trânsito Brasileiro, porque multa representa prejuízo e o risco de ficar por um período sem a Carteira Nacional de Habilitação, o que também é um péssimo negócio para quem vive do transporte.
Tradicionalmente, o carreteiro profissional cuida bem do seu caminhão, porque tira dele seu sustento, mas existem também aqueles que precisam ficar atentos porque podem somar alguns pontos negativos no prontuário. Na cidade de São Paulo, por exemplo, um item que há anos tem gerado multa aos motoristas – aplicadas pelos fiscais da Cetesb - é a fumaça expelida pelo cano de escape do caminhão. E, como se sabe, a causa mais comum desta ocorrência é a bomba injetora fora de regulagem.
O item XI do Artigo 230 do Código de Trânsito Brasileiro prevê que “conduzir o veículo com descarga livre ou silenciador de motor de explosão defeituoso, deficiente ou inoperante é considerado infração gravíssima, passiva de multa e até remoção do veículo. O mesmo artigo cita também como veículos sujeitos à multa, aqueles em “mau estado
de conservação, comprometendo a segurança, ou reprovado na avaliação de inspeção de segurança e de emissão de poluentes e ruído”.
Outro item que o motorista estradeiro, principalmente, precisa estar atento, é com as placas do caminhão sujas de lama ou pela fuligem da estrada, pois de acordo com o Código, “ com qualquer uma das placas de identificação sem condições de legibilidade e visibilidade representa infração grave e retenção do veículo para regularização”.
Além das condições do caminhão, o motorista deve evitar também trafegar derramando ou arrastando a carga sobre a pista, seja qualquer tipo de carga que possa causar acidente. Apesar da rigidez apregoada pelo Código de Trânsito, é comum ver muita coisa errada nas estradas em relação ao veículo e também à carga. Por outro lado, muitos carreteiros acreditam que são multados injustamente por patrulheiros rodoviários e até mesmo pelos fiscais que verificam o nível de fumaça dos caminhões.

Contato

tarugao@onda.com.br

BR 369 KM 181 - Arapongas Paraná

msn tarugao_arapongas@yahoo.com


orkut.:
http://www.orkut.com.br/Main#Profile?rl=mp&uid=14133976424539899268

(43) 3276 - 5888

Pesquisar no site

© 2009 Todos os direitos reservados.

Crie um site grátisWebnode